Google+ Followers

15 de dez de 2011

Carnes da ceia de Natal: dicas para não errar no ponto


não esqueça que as sobras viram sanduíches incríveis


Fruta no tempero
Para cortes mais duros de carne, experimente incluir abacaxi, mamão ou figo nos temperos: essas frutas contém enzimas efetivas que deixam as fibras da carne mais macias.






 Tempo de forno
Ajuste o tempo de cocção-(COCÇÃO

São as técnicas utilizadas no preparo de alimentos crus sob a ação do calor. Com a cocção os alimentos tornam-se mais tenros e digeríveis, adquirem sabor partículas e em sua maioria ficam esterilizados.
A prática dos métodos de cocção faz-se de acordo com as regras determinadas, e constituem a essência do trabalho do cozinheiro.)-  http://jeanphillipe.multiply.com

 à temperatura e ao tipo de carne. Se estiver assando uma carne, é bom abafá-la para manter a umidade e terminar o processo quando ela já estiver tenra e macia, não exagerando no tempo de forno quente, que vai fazer com que a carne “evapore” sua umidade, tornando o resultado ressecado. Você pode utilizar longos tempos de cocção desde que o forno esteja em sua temperatura mais baixa. Alguns fornos, mais modernos, já vêm com essa programação. Podemos usar um truque da vovó: colocar uma colher de pau na porta do forno, mantendo-a entreaberta, para que a temperatura diminua e a carne possa permanecer no forno por mais tempo, sem perder a umidade.



 Lardear: o que é isso?
Outra maneira de deixar a carne úmida e mais suculenta, é usando técnica de lardear, que consiste em fazer pequenos furos na peça de carne e introduzir pedaços pequenos de toucinho ou bacon. Em vez do bacon, você também pode colocar nos furinhos alguns raminhos de ervas e tiras de alho. Não vai fazer com que a carne fique mais úmida, mas agregará (muito) sabor!


 Selando a carne
Para que a carne não desidrate e se mantenha úmida durante e depois do cozimento, é importante selar a carne, que é o processo de aquecer sob forte temperatura em uma panela ou no forno bem alto, e após esse processo, continuar a cocção em forno ou fogo médio ou baixo.


 Marinada
Em vez de deixar a carne marinando numa tigela grande, coloque a peça de carne junto com o líquido da marinada num saco bem grande e dê um nó bem firme. Assim, todos os lados da carne ficarão em contato com o tempero, deixando-a mais saborosa, úmida e sem a necessidade de ter que virar a peça de carne de tempos em tempos na geladeira. Procure também deixar a peça de carne marinando de um dia para o outro ou por no mínimo 8 horas.



Carnes magras
Carnes magras não soltam muito líquido porque não têm gordura entremeada à carne, portanto é preciso tomar cuidado para que não fiquem ressecadas e endurecidas durante o cozimento. Para evitar que isso aconteça, abra o forno a cada 20 minutos mais ou menos, e regue a carne com o líquido da marinada.


Por Leandro, Debora e Renata, do blog Cozinha Pequena

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Minha lista de blogs

Postagens populares